Apresentação

Quando a contabilidade surgiu, seu objetivo era informar o nível de investimentos, comprometimento e resultado das atividades econômicas de forma a permitir aos investidores quantificar o retorno obtido a partir dos recursos aplicados em um empreendimento qualquer.

Quando as atividades econômicas evoluíram de empreendimentos individuais, para níveis de sociedade, a contabilidade passou a exercer um papel ainda maior: o de mensurar o investimento individual de cada sócio e a sua participação no resultado obtido.

O crescimento e a sofisticação das atividades levaram a contabilidade a sair da informalidade para a adoção de princípios e padrões que permitissem que todos os interessados nas atividades das empresas pudessem interpretar as informações e resultados sob os mesmos conceitos básicos.  Com a globalização, surgiu a necessidade de se adotar princípios comuns para facilitar comparação de instituições independente de sua localização geográfica.  Hoje o International Financial Reporting Standard (IFRS) é o padrão contábil mais utilizado no mundo, sendo adotado em mais de 120 países.

Com o IFRS, as empresas disponibilizaram informações contábeis de alta qualidade, transparentes e comparáveis; podendo assim ser compreendidas por órgãos reguladores, analistas financeiros, investidores, auditores, contabilistas e demais usuários, independentemente de sua origem e localização.

O Brasil adota o padrão IFRS para reporte das empresas abertas, empresas fechadas de grande porte e para as demonstrações consolidadas das instituições financeiras desde 2010.  O caráter principiológico do IFRS, onde a essência da transação deve sempre prevalecer em relação à forma, faz com que o domínio do IFRS seja indispensável não apenas para aqueles que irão efetuar os lançamentos contábeis propriamente ditos, mas também por aqueles que tomam decisão, analisam e investem nos negócios da empresa.

Tendo em mente esta necessidade, foi elaborado o programa deste curso, com a preocupação de transmitir não apenas o conhecimento técnico das normas IFRS, mas também seu aspecto estratégico como ferramenta de gestão.

Adicionado ao conteúdo programático,  este curso se diferencia, ainda, pelo cuidado meticuloso em identificar os profissionais mais experientes em cada um dos blocos para ministrar cada tópico do programa.

Sem o domínio do IFRS é impossível poder isolar o efeito das transações sobre o patrimônio da empresa.

Objetivos do programa:

  • Atualização do conhecimento profissional;
  • Capacitação para melhor interpretação das normas internacionais contábeis e dos diferentes efeitos gerados pela sua forma de aplicação;
  • Análises mais fundamentadas do desempenho do negócio;
  • Engajamento das unidades de negócio;
  • Alerta sobre agenda de novas normas IFRS previstas para os próximos anos.

Seminários eletivos*

* 9 horas cada – Só será possível fechar a turma se houver quorum mínimo de interessados.

  1. Setor Elétrico
  2. Construção Civil
  3. Seguros
  4. Leasing
  5. Tributos
  6. Combinação de Negócios (casos práticos)
  7. Análise de Balanços
  8. Instrumentos Financeiros (casos práticos)